Deputado Federal José GuimarãesApós apagão tucano, ensino superior e técnico deu salto nos últimos 11 anos

11/08/2014

Imprimir notícia

Compartilhe esta postagem:


Após apagão tucano, ensino superior e técnico deu salto nos últimos 11 anos

No dia em que se comemora o Dia do Estudante, 11 de agosto, importantes conquistas foram garantidas durante o governo petista na Presidência da República. Nos últimos 11 anos, o número de escolas técnicas mais que triplicou, passando de 140 para 422 instituições, e foram criadas 18 novas universidades federais. O investimento em Educação também bateu todos os recordes, passando de 12 bilhões de reais para 112 bilhões.

Corrigindo o apagão do governo tucano, o Pronatec, o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), vai receber investimentos de R$ 14 bilhões até o final deste ano e alcançar 8 milhões de matrículas, é o que destaca o deputado federal José Guimarães (PT-CE). “É o maior programa de formação profissional da história do Brasil, com 864 tipos de curso, realizados em escolas técnicas federais e nas unidades do Sistema S (Senai, Senac, Senar e Senat)”, comenta.

De acordo com levantamento do Ministério da Educação, os jovens são os principais beneficiados pela expansão do ensino técnico, com 67% dos matriculados entre 17 e 29 anos de idade. As mulheres também são maioria, com seis a cada dez alunos do Pronatec. Os negros compõem 68% dos alunos.

CEARÁ
No Estado do Ceará não poderia ser diferente. O ex-presidente criou a Unilab, a Universidade da Integração Internacional da Lusofania Afro-Brasileira, localizada em Redenção. Em 2012, como reconhecimento ao seus esforços em expandir o ensino superior, Lula recebeu o título de doutor honoris causa pela Unilab.

Já a presidente Dilma criou a UFCA, a Universidade Federal do Cariri, que interiorizou ainda mais o ensino superior no Estado. A mais nova universidade foi criada graças ao parecer favorável do deputado nas comissões de Finanças e Tributação (CFT) e de Constituição e Justiça e Cidadania (CCJC).

Neste ano, os municípios de Icó e Brejo Santo também conquistaram suas unidades da UFCA e em breve outros dois equipamentos estarão em funcionamento, auxiliando na educação de centenas de jovens e gerando emprego e renda para a região e para o estado.

ENSINO TÉCNICO

Guimarães também contribuiu com a expansão do Ensino Técnico no Ceará. Dos 23 campi do Instituto Federal de Ciência e Tecnologia (IFCE) em todo território, Guimarães levou o instituto para Canindé, Crateús e Tabuleiro do Norte e ainda vai levar para Jaguaruana e Santa Quitéria.